SEMANA DA PÁTRIA

A Diretora da Escola Municipal Professor Flávio Sarrão, professora Marlúcia juntamente com a Diretora Municipal de Educação, professora Silvelaine, demais professores e funcionários deram abertura à Semana da Pátria. Cantando os hinos Nacional e da Independência, com o objetivo do resgate do Patriotismo, onde o futuro da Pátria depende da ação de cada um de nós.


Já no dia 7 de Setembro`foram realizadas atividades esportivas e recreativas para a a celebração do Dia da Independência.

Houve a realização de Mini Maratona com saída da cidade de Paranacity e chegada em frente ao Ginásio de Esportes de Cruzeiro do Sul, com percurso aproximado de 3 Km, com categorias infantil e adulto.

No pátio da Escola Municipal Professor Flávio Sarrão, professores e alunos astearam Bandeiras e executaram o Hino da Independência e o Hino Brasileiro, onde contou com a presença do Prefeito Ailton Buso, Vereadores, pais de alunos e servidores públicos.

Em seguida alunos com suas bicicletas enfeitadas e todos os professores presentes realizaram um passeio cívico pelas ruas da cidade, encerrando na sede da AFUSA na cidade de Paranacity, local que todos descansaram, lancharam e realizaram várias gincanas e brincadeiras.

Dia 7 de setembro, o Brasil comemora uma data muito importante para a história do país, que se tornou um grande marco. O dia simboliza a Independência do Brasil, onde o país se tornou independente de Portugal. Adotada em 7 de setembro de 1822, a independência foi marcada pelo “Grito do Ipiranga”. Segundo a história mais conhecida, Dom Pedro parou perante a sua comitiva e protestou “Independência ou Morte”.

O grito simbolizou a conquista da autonomia política, que antes era dominada por Portugal. Alguns personagens importantes, como Tiradentes, executado pela coroa portuguesa ao defender a liberdade do país durante a Inconfidência Mineira, fizeram parte dessa batalha. Os primeiros países que reconheceram a independência do Brasil foram os Estados Unidos e o México. Portugal exigiu do Brasil o pagamento de 2 milhões de libras esterlinas para reconhecer a independência de sua ex-colônia.